Prédio que prefeitura reforma na antiga Unesp será creche para 180 crianças

Creche Arlindo Ansanelo, que hoje atende 28 alunos, será transferida para o prédio no bairro Santana e vai aumentar em mais de 500% a quantidade de crianças atendidas.

A creche que a prefeitura de Rio Claro está adaptando em um dos prédios da antiga Unesp no bairro Santana vai atender 180 crianças. A Secretaria da Educação confirmou que a escola Arlindo Ansanelo será transferida para as novas instalações. Além dos 28 alunos que já frequ​entam a creche, outras 152 crianças da lista de espera terão vagas no novo prédio.

“Ampliaremos em mais de cinco vezes a quantidade de crianças atendidas”, confirma o prefeito João Teixeira Júnior, o Juninho da Padaria. Para isso, a prefeitura está adaptando os sanitários do prédio e transformando o antigo laboratório em cozinha.

“O local tem estrutura que permitirá um excelente atendimento e trará benefício direto a mais de 150 famílias que precisam colocar seus filhos em uma creche”, comenta o secretário da Educação, Adriano Moreira.

O novo prédio foi viabilizado com a iniciativa da prefeitura em dialogar com a Unesp, dona do imóvel, e com o Instituto Federal de São Paulo, que tem a cessão de uso.

O principal foco do município é a redução do déficit nas vagas de creche da rede municipal, um dos desafios encontrados pela administração ao assumir o governo, em janeiro.

A escola Arlindo Ansanelo atualmente atende na Rua 11 entre as avenidas 40 e 46 e está próxima do prédio em reforma, que fica na Rua 11 com Avenida 32.

Mais vagas de creche

Outras ações da prefeitura para criar vagas de creche são a renovação do convênio do programa Creche-escola para a construção de creche no bairro Terra Nova para 150 crianças e implantação de creche com 204 vagas no prédio da Fundação Ulysses Guimarães, caso a extinção da autarquia, em tramitação na Câmara Municipal, seja aprovada pelos vereadores.

Além disso, a prefeitura está recuperando projetos de construção de três creches em parceria com o governo federal, com a criação de 360 vagas.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.